Seguro DPVAT – Como Receber, Valor 2014

Dicas de Como Receber e o Valor do Seguro Obrigatório DPVAT

seguro dpvat Seguro DPVAT   Como Receber, Valor

O DPVAT é um seguro saldado juntamente com o IPVA, para assegurar a indenização de vítimas de acidente de trânsito: motoristas, passageiros, pedestres (inclusive os estrangeiros). O seguro não cobre danos materiais. Essas indenizações são pagas pelas seguradoras e depois compensadas pelo dono do veículo que causou o acidente. Se o seguro não estiver sendo pago devidamente, se o proprietário for acidentado, perde o direito ao DPVAT.

Como receber o seguro DPVAT

Existem três tipos de indenização do seguro DPVAT:

  • Indenização por morte: o valor é de R$ 13.500 para cada pessoa. Nesse tipo de indenização, os herdeiros da vítima são os beneficiários.
  • Invalidez: o valor é de até R$ 13.500 para cada vítima, podendo variar conforme as complicações do acidente e da lesão.
  • Despesas de hospitais e medicamentos: o valor é de R$2.700.

Como receber o seguro

O pagamento das indenizações é feito pelas seguradoras. Elas também são responsáveis por sanar as dúvidas. O prazo máximo para solicitar a indenização do Seguro DPVAT é de três anos após a data do acidente. Em caso de invalidez, onde o acidentado está sendo ou foi tratado, o prazo é contado a partir da data de emissão do laudo conclusivo do Instituto Médico Legal (IML).

Para fazer a solicitação do pagamento do Seguro, basta ir até uma agência de seguros cadastrada. Leve todos os documentos comprobatórios. Depois disso o pagamento é depositado diretamente em uma conta bancária da vítima, no Bradesco, Caixa Econômica Federal e/ou Itaú.

Documentação necessária:

Para pedidos de indenização por morte:

  • Documentos pessoais da vítima: CPF, identidade ou algum outro documento (carteira de trabalho, certidão de nascimento ou casamento ou Carteira Nacional de Habilitação);
  • Original ou cópia autenticada da documentação do acidente: boletim de ocorrência policial expedido por autoridade policial competente;
  • Original ou cópia autenticada da certidão de óbito da vítima;
  • Comprovação da qualidade de legítimo beneficiário da vítima, nos termos do Código Civil Brasileiro.

Para pedidos de indenização por invalidez:

  • Documentos pessoais da vítima: CPF, identidade ou algum outro documento (carteira de trabalho, certidão de nascimento ou casamento ou Carteira Nacional de Habilitação);
  • Original ou cópia autenticada da documentação do acidente: boletim de ocorrência policial expedido por autoridade policial competente;
  • Original ou cópia autenticada do laudo do IML, atestando o grau de invalidez permanente e quantificando as lesões físicas ou psíquicas da vítima

Para pedidos de reembolso de despesas médico-hospitalares:

  • Documentos pessoais da vítima: CPF, identidade ou algum outro documento (carteira de trabalho, certidão de nascimento ou casamento ou Carteira Nacional de Habilitação);
  • Original ou cópia autenticada da documentação do acidente: boletim de ocorrência policial expedido por autoridade policial competente;
  • Comprovação de gastos médicos, hospitalares, ambulatoriais, fisioterápicos ou dentários (decorrentes do acidente), bem como despesas efetuadas com medicamentos (recibos ou notas fiscais originais, acompanhadas dos receituários médicos);
  • Relatório médico ou dentário discriminando o tratamento, receita médica com solicitação de remédios, pedidos de exames ou fisioterapia.

Para maiores esclarecimentos do seguro DPVAT, acesse www.dpvatseguro.com.br.

 




Comente

  1. Um seguro simples.
    Todos temos direito.
    Informações 08007210552

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *