Seguro Desemprego – Consulta 2014

Dicas de como consultar o seu seguro desemprego

seguro desemprego Seguro Desemprego   Consulta

Está desempregado e não sabe como proceder quanto ao seguro desemprego, saiba que você pode consultá-lo online (via internet) assim como há novas regras para usufruir desses benefícios.

O trabalhador que perdeu o emprego pode usufruir do benefício do seguro desemprego e, dependendo da situação do trabalhador, pode usufruir deste até 36 meses após a data do desemprego. Lembrando que o benefício é garantido para quem foi despedido sem justa causa.

Quanto ao valor das parcelas, essas variam de acordo com a faixa do salário que era recebido pelo trabalhador. Até 891,40, multiplica o salário por 0,8 (80%); de R$ 891,41 a R$ 1485,83, o que exceder a 891,40 multiplica por 0,5 (50%) e soma-se a 713,12. Acima de 1485,83, o valor da parcela será de R$ 1.010, 34, invariavelmente.

O Seguro Desemprego será pago em 3 parcelas se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo seis meses e no máximo onze meses, nos últimos trinta e seis meses; em 4 parcelas, de o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo doze meses e no máximo vinte e quatro meses, nos últimos trinta e seis meses; e em 5 parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo 24 meses nos últimos trinta e seis meses.

O benefício poderá ser sacado na Caixa Econômica Federal, no caso, do trabalhador com conta na Caixa, pode receber o benefício através do crédito automático em sua conta bancária. A consulta pode ser via o site da Caixa para saber se o benefício está disponível.

Há ainda sites que já fazem o cálculo do benefício seguro desemprego, é o caso do Calcule. Net que calcula tudo para você basta que coloque seu antepenúltimo salário, penúltimo salário e o último.

O governo pretende ser mais rigoroso quanto ao pagamento desse benefício, principalmente no caso do trabalhador desempregado que recusa emprego; nesse caso o trabalhador perderá o auxílio do seguro desemprego. Para isso, o governo integrou os sistemas do Sistema nacional de Empregos (SINE), das Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTE’s), Caixa Econômica federal e entidades de qualificação profissional que vigoram nos 26 estados e no Distrito Federal.

Por isso bom ficar atento sobre seus direitos e essas novas normas para não fazer feio.




Comente

  1. Quero saber se eu tenho direito ao pis e ao fgts e quanto tenho para receber.

  2. nao consegui achar nada disse:

    tentei ver se tinha direito a uma parcela do meu seguro desemprego pois encaminhei fas mais de um mes
    e nao tenho nada de retorno
    comesei a trabalhar fas uns 15 dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *